sicnot

Perfil

Desporto

LA-Antarte ameaça abandonar Volta a Portugal devido à expulsão de Hugo Sancho

A equipa LA-Antarte ameaçou esta segunda-feira abandonar a 78.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta devido à decisão do colégio de comissários de expulsar Hugo Sancho, por se agarrar a uma viatura.

"Já falei com um dos patrocinadores e vou falar com outros dois. Por mim, vamos para casa. Se for essa a decisão, a nossa equipa é unida e vai toda para casa se esta situação não for alterada", afirmou o diretor desportivo da formação de Paredes, Mário Rocha, em declarações à agência Lusa, assegurando que pelo menos o italiano Franco Pellizotti (Androni Giocattoli) fez o mesmo que o corredor português.

Hugo Sancho foi hoje expulso da corrida pelo colégio de comissários por se agarrar a uma viatura durante a quinta etapa, que iniciou no 22.º lugar, a 6.16 minutos do líder Rui Vinhas (W52-FC Porto), tendo sido ainda multado em 200 francos suíços (cerca de 185 euros).

Admitindo não ter observado a infração, que deixou a LA-Antarte com sete corredores, Mário Rocha disse que Sancho confirmou o ato "em desespero, numa etapa complicada", ressalvando que Pellizotti também terá feito o mesmo.

"É o mesmo comissário a quem chamei a atenção pelos cortes na classificação da etapa de sexta-feira e que depois foram corrigidos no sábado. Nós nem éramos os principais prejudicados, mas agora não sei como o Pellizotti, que tem influência na corrida ao endurecê-la no final, leva uma multa e 20 segundos de penalização. Teve coragem de expulsar o Hugo, mas não teve coragem de o fazer ao Pellizotti. Foi por ser italiano ou por ser o Pellizotti? É justo ou perseguição?", questionou.

Mário Rocha disse ainda ter exigido que Hugo Sancho cruzasse a linha de meta, em Viseu, atrás dos carros de apoio, por forma a concluir a etapa, o que acabou por fazer no 27.º lugar, 8.06 minutos depois do vencedor, o espanhol Vicente de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé).

Além dos 20 segundos de penalização, Pellizotti, que surge na classificação da etapa no 26.º lugar, a 26 segundos de Vicente de Mateos, foi multado em 50 francos suíços (cerca de 46 euros), tal como o australiano Nathan Earle (Drapac), enquanto as respetivas equipas terão de pagar 200 francos suíços.

Após a quinta etapa e na véspera do dia de descanso, a 78.ª Volta a Portugal é liderada pelo português Rui Vinhas (W52-FC Porto).

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.