sicnot

Perfil

Desporto

Marcelo Meli já integra plantel do Sporting

O médio argentino Marcelo Meli foi a principal novidade no treino desta segunda-feira da equipa de futebol do Sporting, numa sessão que decorreu na Academia em Alcochete.

O médio, contratado por empréstimo aos argentinos do Boca Juniors, já esteve às ordens do técnico Jorge Jesus, que contou com 29 jogadores no treino.

Depois da vitória de sábado frente ao Wolfsburgo (2-1), na conquista do Troféu Cinco Violinos, o Sporting regressou hoje aos treinos, para preparar os dos jogos particulares que vai realizar no Algarve, com o Betis, a 4 de agosto, e com o Nice, no dia seguinte.

Os trabalhos começaram no ginásio, seguindo-se uma palestra ao plantel e vários exercícios de aquecimento, após a corrida inicial à volta do relvado da Academia.

Na sessão de trabalho marcou também presença o jovem guarda-redes Pedro, que esteve presente no Europeu de sub-19 ao serviço da seleção portuguesa.

Lusa

  • Sporting confirma Marcelo Meli

    Desporto

    O futebolista argentino Marcelo Meli é reforço do Sporting para próxima época e por empréstimo do Boca Juniors, anunciou o clube português, que fica com opção de compra no final da temporada.

  • Marcelo Meli já está em Lisboa
    0:40

    Desporto

    Marcelo Meli, o médio do Boca Juniors que deve reforçar a equipa do Sporting, aterrou esta manhã no Aeroporto Humberto Delgado. O jogador argentino pode ser apresentado já hoje no Troféu Cinco Violinos, onde o Sporting defronta Wolfsburgo.

  • Trabalharia horas extra sem ser pago? E feriados?  
    1:25
  • UE dá "luz verde" para início das negociações do Brexit

    Brexit

    Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram esta segunda-feira a autorização para o início das negociações do Brexit, indicando formalmente o final de junho para início do processo de saída do Reino Unido, que se prolongará por dois anos.

  • Regras secretas do Facebook permitem divulgação de imagens violentas

    Mundo

    A política interna da empresa Facebook defende que nem todos os vídeos violentos publicados na rede social devem ser apagados porque "não quer censurar ou punir pessoas em perigo". A revelação é feita pelo jornal britânico The Guardian após uma investigação em que conseguiu ter acesso ao manual interno.