sicnot

Perfil

Desporto

Membro da FifPro acusa Mourinho de bullying sobre Schweinsteiger

© Thomas Peter / Reuters

Um membro da Federação Internacional de Futebolistas Profissionais (FifPro) disse hoje que José Mourinho devia ser preso por 'bullying' sobre o internacional alemão Bastian Schweinsteiger, atual jogador do Manchester United.

O treinador português não conta com o médio alemão e deu ordem para que este passasse a treinar com as reservas dos red devils.

Schweinsteiger nem sequer foi convocado para o jogo de quarta-feira, de homenagem a Wayne Rooney, frente ao Everton, que terminou com um nulo, apesar de Mourinho ter utilizado 22 jogadores.

O esloveno Dejan Stefanovic, advogado e membro da FifPro, afirmou à BBC World Service Sport: "É claramente um caso de bullying' Na Eslovénia, Mourinho teria sido indiciado e pedida a pena máxima, três anos de prisão. O objetivo é desencorajar Bastian Schweinsteiger. Mourinho está a dar um mau exemplo. Gostaria de levá-lo a um tribunal comum".

Bastian Schweinsteiger

Bastian Schweinsteiger

© Andrew Yates / Reuters

Stefanovic aconselha o médio alemão a apresentar uma queixa na FifPro para que esta possa agir e tentar uma penalização a José Mourinho.

"Todos os jogadores do plantel principal têm de treinar com os técnicos principais, no mesmo local e à mesma hora. É algo que devia ser aplicado a todos os clubes e que devia estar nos regulamentos da FIFA", acrescentou Stefanovic.

O antecessor de Mourinho no cargo, o holandês Louis Van Gaal, foi o responsável pela contratação na época passada de Bastian Schweinsteiger, que assinou um contrato de três anos, mas o médio alemão, de 32 anos, teve uma primeira época em Old Trafford marcada por lesões e fraco rendimento.

Lusa

  • Reportagem Especial dá a voz aos despedidos da banca
    1:18
  • CEMGFA admite que várias armas roubadas estão em condições de ser usadas
    2:06

    Assalto em Tancos

    Afinal há várias armas roubadas em Tancos que estão em condições de ser utilizadas, sendo que apenas os lança-granadas-foguete estão obsoletos. Esta manhã, o general Pina Monteiro admitiu, no Parlamento, que a declaração que fez há duas semanas pode ter induzido em erro a opinião pública. O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) diz, ainda, que se houvesse indícios sobre colaboração do Exército neste caso, os suspeitos estariam presos.

  • Pais de Charlie Gard querem que o bebé morra em casa

    Mundo

    Depois de terem renunciado à batalha judicial para manterem o filho com vida, os pais do bebé britânico Charlie Gard desejam agora levar a criança para morrer em casa. O desejo foi revelado pelo advogado de Chris Gard e Connie Yates, numa audiência esta tarde, no Supremo Tribunal de Londres. Contudo, o hospital responsável pelo caso admite que os cuidados a Charlie não podem ser feitos em casa.