sicnot

Perfil

Desporto

Morreu o primeiro campeão mundial de surf

Jack Eden

O australiano Bernard Farrelly, o primeiro surfista a sagrar-se campeão do mundo, faleceu aos 71 anos, depois de uma vida dedicada a promover a modalidade, que ajudou a popularizar na década de 60.

Conhecido por Midget (anão), devido à sua baixa estatura, Farrelly começou a ganhar fama no surf quando tinha apenas 17 anos, quando ganhou, em 1963, o campeonato de Makaha, no Havai, na altura a competição mais famosa da modalidade.

No ano seguinte, depois de criada a Federação Internacional de Surf, venceu o primeiro Campeonato do Mundo, na praia de Manly, em Sydney.

Em 1985, Farrelly foi colocado no Hall of Fame do desporto da Austrália.

Depois de retirado, Farrelly passou a dedicar-se à construção de pranchas, um hábito que começou desde muito cedo. A primeira, construiu quando tinha apenas 14 anos.

Lusa

  • William e Kate apresentam o filho ao mundo
    1:42
  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem no Coachella e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.