sicnot

Perfil

Desporto

Sporting de Braga quer inquérito à atuação da polícia na Supertaça

O Sporting de Braga reclamou a instauração de um inquérito pelas entidades competentes à atuação das forças policiais no jogo frente ao Benfica, disputado no domingo, em Aveiro, para a Supertaça Cândido de Oliveira.

O clube minhoto revela em comunicado ter havido incidentes antes, durante e após o jogo, tendo recebido relatos de adeptos do Sporting de Braga agredidos que precisaram de tratamento hospitalar, e quer saber se esses incidentes podem ter resultado de "falhas no plano delineado".

O Sporting de Braga requer, ainda, que sejam solicitadas, por essas entidades, as imagens de videovigilância para que se esclareça sobre eventuais crimes cometidos antes, durante e depois do jogo.

Na nota, a SAD arsenalista diz ter solicitado à Polícia de Segurança Pública (PSP), no encontro preparatório que teve lugar em Aveiro, no dia 15 de julho, uma reunião para discutir o plano traçado para todo o dia, a fim de se inteirar das condições em que se processaria a chegada, o encaminhamento para o estádio e, no final, para as viaturas, bem como a saída do recinto e o regresso a Braga.

"A PSP entendeu não ser pertinente essa reunião, alegando estar definido todo o plano, bem como contempladas as questões levantadas pela nossa SAD", lê-se.

Os minhotos revelam depois que adeptos seus foram intercetados por grupos de adeptos do Benfica à chegada dos autocarros que transportavam apoiantes do Sporting de Braga, "perante a passividade dos poucos agentes policiais presentes".

"Perante o arremesso de objetos contra as viaturas, gerou-se entre adeptos uma batalha campal que as forças policiais não estavam preparadas para conter", aponta.

Já depois dos incidentes registados durante o jogo, acusa as forças policiais de terem permitido, no final da partida, que adeptos do Benfica "entrassem na bancada destinada aos adeptos do Sporting de Braga com armas brancas, ferros e outras armas de arremesso, gerando o pânico entre uma multidão onde também se encontravam crianças e idosos".

"Perante este cenário, registou-se ainda ausência de coordenação na saída dos adeptos e no seu encaminhamento para as zonas de estacionamento, novamente se potenciando focos de conflito", acrescenta.

Manifestando "apoio e solidariedade" para com os seus adeptos, o Sporting de Braga vinca que "reclamou as diligências necessárias para evitar os incidentes verificados e que tudo fará para apurar responsabilidades".

Sporting de Braga e Benfica defrontaram-se no domingo, em Aveiro, num jogo da Supertaça, que terminou com o triunfo dos tricampeões por 3-0, com golos de Cervi, Jonas e Pizzi.

Lusa

  • José Peseiro diz que resultado foi injusto
    0:47

    Desporto

    Na conferência de imprensa após a Supertaça, Rui Vitória realçou a importância do Benfica começar a época a ganhar. Já José Peseiro, o treinador do Sporting de Braga, considerou que o resultado foi injusto.

  • Benfica recebido de madrugada por adeptos na Luz
    0:38

    Desporto

    O Benfica goleou o Sporting de Braga e conquistou a sexta Supertaça Cândido de Oliveira. A equipa chegou ao Estádio da Luz por volta das 3:00 da manhã e foi recebida por vários adeptos. Apesar do cansaço, Rui Vitória parou para falar com os apoiantes do clube e deu alguns autógrafos.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52