sicnot

Perfil

Desporto

Panathinaikos, AEK e PAOK ameaçam boicotar liga grega de futebol

O Panathinaikos o AEK e o PAOK manifestaram esta quinta-feira a sua recusa em participar na próxima temporada do campeonato grego de futebol, caso a federação não reveja a seu plano de controlar a nomeação de árbitros.

A posição das equipas (respetivamente em segundo, terceiro e quarto na época 2015/2016) surge depois de o ministro-adjunto dos Desportos, Stavros Kontonis, ter também criticado a federação numa carta à FIFA, ameaçando suspender a liga grega, com início previsto para 20 de agosto, caso não seja nomeada uma nova direção temporária para a federação.

"Infelizmente, os conhecidos poderes e organizações criminosas que desmantelaram o futebol grego e qualquer noção de justiça estão de novo a tentar, dias antes do início do campeonato, fazer-nos novamente meros espetadores da mesma operação", afirmou o Panathinaikos em comunicado, em termos idênticos aos usados por AEK e PAOK.

O Panathinaikos acusa a federação de não ter cumprido o acordo, com a mediação da UEFA, de introduzir alterações à forma como os árbitros são nomeados para jogos da liga grega.

O Olympiacos, tornou-se na época passada hexacampeão grego de futebol com uma diferença de 30 pontos para o Panathinaikos.

O português Paulo Bento foi recentemente anunciado como novo treinador do clube campeão da Grécia.

Lusa

  • Despenalização da eutanásia votada na terça-feira no Parlamento
    2:04
  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28

    Economia

    Com o crescimento do turismo, que continua a bater recordes, as companhias aéreas querem profissionais para reforçar as rotas com maior procura e oferecer novos destinos. Só a TAP prevê contratar mais 700 pessoas este ano para várias funções, incluindo 300 tripulantes de cabina e 170 pilotos.

  • Trump remarca encontro com Kim Jong-un no Twitter
    2:33

    Mundo

    A Coreia do Sul e a Coreia do Norte reuniram-se pela segunda vez em menos de um mês. Os Presidentes dos dois países dizem que estão a cooperar para que a cimeira entre Washington e Pyongyang, em Singapura, seja um sucesso. Donald Trump regressou ao Twitter para remarcar a cimeira a 12 de junho.