sicnot

Perfil

Desporto

Ibrahimovic diz que não é arrogante, apenas confiante

© Reuters Staff / Reuters

O futebolista internacional sueco Zlatan Ibrahimovic, avançado do Manchester United, considerou injustas as acusações de arrogância de que tem sido alvo e que as suas proclamações de grandeza são meras expressões de confiança nas suas capacidades.

"Não acho que seja arrogante, pelo menos não da forma que as pessoas pensam. Sou confiante, isso sim. Acredito em mim e isso não é ser arrogante", disse Ibrahimovic, de 34 anos, em entrevista divulgada hoje pela Sky Sports.

O avançado sueco estreou-se da melhor forma em jogos oficiais pelo Manchester United, ao marcar o golo da vitória da equipa treinada pelo português José Mourinho na final da Supertaça inglesa, sobre o Leicester, por 2-1.

"Sou uma pessoa normal. As pessoas pensam que eu sou um 'bad boy', mas sou um homem de família. Cuido da minha família, mas quando entro em campo sou um 'leão'. Essa é a grande diferença", disse Ibrahimovic.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.