sicnot

Perfil

Desporto

Jesus feliz pela resistência do Sporting ao assédio dos seus jogadores

M\303\201RIO CRUZ

O treinador do Sporting, Jorge Jesus, enalteceu esta sexta-feira o esforço que os leões têm feito para manter vários jogadores antes do arranque da I liga de futebol, confirmando o interesse de clubes "grandes monetariamente".

"O João Mário é um dos cobiçados por alguns clubes grandes monetariamente, há interesse, mas não há nenhuma realidade. O Sporting tem defendido as suas pérolas até ao limite. O Sporting não precisa de vender. Isto é muito bom, para percebermos a estabilidade financeira do Sporting", afirmou em conferência de imprensa de antevisão do jogo da primeira jornada, sábado, com o Marítimo.

Jesus assumiu que caso corra tudo bem no treino de sábado com João Mário, o médio vai alinhar de início, e manifestou-se feliz pela resistência do Sporting ao assédio dos seus jogadores.

"O mês de agosto é terrível para as equipas vendedoras. Quando cheguei aqui, não havia nada disto, agora há e isso quer dizer aguam coisa. Temos resistido muito ao assédio que os jogadores do Sporting têm tido e fico muito feliz por isso, é sinal de que se valorizaram muito de um ano para o outro e estamos sujeitos a tudo", sublinhou.

Já sobre o avançado Slimani, o treinador dos verdes e brancos foi claro: "O jogador não tem de me dizer se quer sair ou ficar, tem contrato, ponto. A partir daqui é o Sporting que decide".

Quanto à saída de Téo Gutierréz, Jorge Jesus sublinhou que foi feita a vontade ao jogador colombiano, mas referiu que procura um jogador com as características idênticas ao colombiano.

"Deixámos que Téo saísse de acordo com a vontade que tinha, mas foi muito importante. Fez 15 golos, tomara eu que o ponta de lança que o possa substituir faça 15 golos. Queremos um jogador de acordo com as características técnicas do Téo", sublinhou. "Também estamos no mercado para poder arranjar um 'Pokemon'", brincou o técnico.

Sobre o jogo com o Marítimo, o treinador do Sporting explicou que espera uma equipa "no máximo" do seu valor, contra "uma boa equipa".

"Por muita experiência que se tenha, há sempre uma pontinha de ansiedade para todos os intervenientes. Queremos estar no máximo do nosso valor para o jogo de amanhã [sábado], contra uma boa equipa, praticamente com os mesmos jogadores da última época (...). Uma equipa difícil, bem organizada defensivamente, tentando ganhar espaço e surpreender numa bola parada ou contra-ataque (...). Espero que neste pontapé de saída a equipa dê resposta a estas dificuldades", sublinhou.

Quanto à luta pelo título o treinador do Sporting disse querer fazer melhor do que ano passado, em que foi vice-campeão, apontando ao primeiro lugar.

"Ninguém consegue prometer títulos, este ano disputámos o tétulo até ao último segundo. Fizemos um excelente campeonato, lutámos, ficámos em segundo, queremos fazer melhor, e isso não tem outra resposta, queremos ser primeiros e vamos lutar por isso", disse.

Jesus aproveitou o momento para manifestar a sua solidariedade para com as vítimas dos incêndios que têm assolado Portugal nas últimas semanas, nomeadamente os da Madeira, que levaram ao adiamento do Nacional-Desportivo de Chaves para 04 de setembro.

"Queria solidarizar-me com o Sporting em relação aos fogos que têm acontecido em Portugal, acreditando que tudo se altera e que as coisas se vão repor", concluiu.

O Sporting defronta no sábado, às 18:15, o Marítimo, no Estádio José Alvalade, num encontro que será arbitrado por Carlos Xistra, da Associação de Castelo Branco.

Lusa

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.