sicnot

Perfil

Desporto

Fenerbahçe vai "tomar medidas legais" contra Vítor Pereira

O Fenerbahçe anunciou este sábado que vai "tomar medidas legais" contra Vítor Pereira, por considerar que o treinador português de futebol viajou para Portugal "como medida de pressão".

Em comunicado, o clube turco refere que Vítor Pereira "fez uma série de declarações inexplicáveis e inaceitáveis" à imprensa portuguesa para justificar a viagem a Portugal, que, segundo o emblema turco, "não correspondem à realidade".

"Além disso, Vítor Pereira e a sua equipa técnica não estiveram esta manhã no treino", refere ainda o Fenerbahçe.

Num comunicado publicado pelo diário desportivo Record, Vítor Pereira explicou que viajou para Portugal "devido a ameaças e a um ambiente tenso".

"Na sequência da derrota com o AS Monaco (na qualificação para a Liga dos Campeões), o Fenerbahçe decidiu impedir-me de exercer a minha função como treinador principal, não respeitando o meu contrato de trabalho", referiu o técnico no comunicado.

Desta forma, Vítor Pereira optou por voltar a Portugal "na expetativa de que o Fenerbahçe" volte a atribuir-lhe "a função de treinador principal".

"Os meus assistentes seguem o meu caminho pelas mesmas razões. Cabe ao Fenerbahçe tomar uma decisão", finalizou.

Para o clube, Vítor Pereira, com esta atitude, "violou claramente o contrato em vigor e isso é inaceitável", deixando a entender que poderá avançar para a rescisão de contrato.

Lusa

  • Donaldtrumpi, a traça

    Mundo

    O investigador Vazrick Nazari decidiu dar o nome de Donald Trump a uma nova espécie de traça. O inseto foi descoberto na Califórnia e tem algo em comum com o Presidente dos Estados Unidos: uma pelagem loura muito parecida ao penteado de Trump.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.