sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto "vai lutar por cada bola a cada metro no relvado" frente a Roma

ANATOLY MALTSEV

O FC Porto começa a lutar na quarta-feira com a Roma por um lugar na Liga do Campeões de futebol e o treinador dos dragões garantiu esta terça-feira que a equipa "vai lutar por cada bola".

"Vejo esta equipa treinar todos os dias, vejo os jogadores a trabalharem. Por isso estamos confiantes e vamos competir. Acima de tudo, estamos seguros de que vamos lutar por cada bola, por cada metro de relvado. Nesse sentido, estamos focados", começou por dizer Nuno Espírito Santo na conferência de antevisão ao jogo com a Roma, da primeira mão do play-off de acesso à Champions.

O técnico está consciente das dificuldades que vai encontrar frente à equipa italiana, mas, ainda assim, apresenta-se bastante confiante num bom resultado.

"Tenho a certeza que vamos ver a equipa jogar como já demonstrou, como quer e sabe jogar. Uma equipa competitiva, que não renuncia a nada, solidária, unida, que sabe que apenas juntos e completamente comprometidos consegue os seus objetivos. Essa é a equipa do FC Porto. É isso que os nossos sócios podem esperar quarta-feira", disse ainda.

O treinador da equipa 'azul e branca' acrescentou que estudou bem o adversário, reforçando que todo o grupo está preparado para mais este desafio.

"Sabemos bem as dificuldades que vamos encontrar. A equipa italiana foi observada e requer o máximo de cuidado, mas não vou salientar nada de especial para não dar armas ao adversário. Seguramente, os jogadores vão estar preparados para o jogo. É uma eliminatória que não será decidida amanhã, mas queremos ganhar. Conhecemos o rival e sabemos quando e como podemos magoar. Temos uma vontade inequívoca de ganhar", referiu também.

Quando questionado pelos jornalistas italianos sobre como a conquista do título europeu pela seleção nacional pode influenciar as equipas portuguesas, e, neste caso, o FC Porto, Nuno Espírito Santo denotou a importância de seguir esse espírito.

"O que a nossa seleção conseguiu foi algo histórico, que nos faz sentir, a todos os portugueses, muito orgulhosos. Se conseguirmos, e vamos conseguir, encarnar esse espírito, vamos sentir-nos especiais para defrontar qualquer adversário. E a Roma vai ter pela frente, não só uma equipa motivada, mas também um país a apoiar", esclareceu ainda o treinador portista.

Também Danilo, que se sagrou campeão da Europa, destacou esse lado do apoio do país e garantiu também que não vai ser fácil para a Roma ultrapassar os dragões.

"A maior força que um vencedor do Europeu pode ter é o apoio de todos os portugueses, não só dos portistas, porque isto é uma competição europeia", começou por referir o médio portista.

Danilo sabe bem o que é necessário para alcançar uma vitória neste primeiro jogo com a Roma e acredita que a equipa está no bom caminho.

"Temos estar bem coesos como temos estado desde a pré-época. Como uma equipa é que podemos conseguir o que pretendemos. Devemos estar fortes e unidos, só assim podemos contrariar o estilo da Roma", disse ainda.

O FC Porto recebe esta quarta-feira, no Estádio do Dragão, a Roma em jogo da primeira mão do play-off de acesso à Liga dos Campeões, que será arbitrado pelo holandês Bjorn Kuipers.

Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Violência volta às favelas do Rio de Janeiro
    3:21

    Mundo

    As favelas do Rio de Janeiro voltaram aos níveis de violência dos anos 90. A cidade de Deus foi uma das favelas pacificadas que voltou a registar tiroteios diariamente, os moradores falam de situações de trauma e do medo das crianças.

  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Cão corre os EUA a entregar águas aos árbitros em jogos de basebol
    0:20