sicnot

Perfil

Desporto

Morreu o ex-presidente da FIFA João Havelange

AP/ Arquivo

O antigo presidente da FIFA, João Havelange, morreu hoje, aos 100 anos de idade, no Rio de Janeiro. O ex-atleta olímpico tinha estado internado no Brasil na sequência de uma pneumonia, no passado mês de julho. A notícia foi avançada pelo site da ESPN Brasil.

Em declarações reproduzidas pelo portal brasileiro UOL, o médico do antigo líder da FIFA, João Mansur, explicou que Havelange sofria de uma infeção pulmonar, que se agravou e caminhou para uma infeção generalizada. Esta foi a causa da morte do antigo presidente da FIFA, que estava internado no hospital Samaritano, no Rio de Janeiro.

João Havelange, que foi presidente da FIFA de 1974 a 1998, naquele que é o segundo mandato de maior duração à frente do organismo, apenas superado pelo francês Jules Rimet (1921-1954), estava internado com problemas respiratórios.

O antigo dirigente renunciou em 2011 à sua condição de membro do Comité Olímpico Internacional (COI) e, em abril de 2013, ao cargo de presidente honorário da FIFA face ao escândalo de que terá recebido subornos de uma empresa de marketing na década de 90.

Antes de ser conhecido mundialmente como presidente da FIFA (Federação Internacional de Futebol), João Havelange desempenhou papéis de relevo em várias áreas do desporto, inclusive como atleta.

João Havelande e Eusébio num encontro da Federação Internacional de Futebol no Rio de Janeiro, em 2010.

João Havelande e Eusébio num encontro da Federação Internacional de Futebol no Rio de Janeiro, em 2010.

Felipe Dana/ EPA

Praticante de futebol e natação, modalidade que o levou a competir nos Jogos Olímpicos de Berlim de 1936 nos 400 e 1500 metros livres, Havelange teve o seu apogeu desportivo como jogador de polo aquático, tendo conquistado a medalha de bronze no torneio Pan-Americano da Cidade do México em 1955, além da participação nos Jogos de Helsínquia de 1952.

Com Lusa

  • Francisco George toma posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa

    País

    O ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George toma hoje posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa. Em entrevista à Lusa, manifestou a intenção de criar uma unidade para abastecimento de água potável e redução dos problemas de saneamento em catástrofes como os incêndios deste verão. Além disso, em nome da transparência, vai tornar públicas as contas do organização, incluindo os donativos.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Astronautas enviam mensagem no Dia de Ação de Graças
    1:06

    Mundo

    Comemora-se esta quinta-feira o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos. Mais de 50 milhões de norte-americanos viajam ao encontro da família para celebrar o feriado. Também na Estação Espacial Internacional a data não foi esquecida.