sicnot

Perfil

Desporto

José Couceiro afirma que empatar na Luz seria resultado positivo

O treinador do Vitória de Setúbal garantiu esta sexta-feira que a sua equipa se vai apresentar no domingo no Estádio da Luz, na segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol, com o objetivo de surpreender o Benfica.

Apesar de não hesitar em atribuir o favoritismo ao tricampeão nacional, o timoneiro dos sadinos recusa dar-se por vencido antes da realização do encontro.

"Há um resultado que é sempre negativo: perder. O empate seria um resultado positivo e a vitória também. É possível? Obviamente que é. Somos favoritos? Não. Pela sua dimensão, por ser o campeão nacional e porque joga em casa, o Benfica é favorito. Agora, mal de nós que não preparemos um jogo para o ganhar. Não estávamos cá a fazer nada", frisou, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo da Luz.

José Couceiro é o primeiro a reconhecer a diferença de valores entre os jogadores que compõem os plantéis benfiquista e vitoriano, mas lembra que ambos os clubes competem na mesma prova.

"Este jogo é, obviamente, do nosso campeonato, uma vez que o Benfica faz parte do lote de concorrentes da I Liga. Têm objetivos diferentes dos nossos e um nível superior, sabemos disso", assumiu.

Para surpreender as águias, o timoneiro dos sadinos alerta para a postura e estratégia a adotar dentro do campo.

"Vamos ter de ser uma equipa solidária e que consiga resistir a não jogar com o 'bloco' muito baixo, caso contrário, vai ser muito mais complicado para nós. É isso que vamos tentar fazer", revelou.

Um dos obstáculos que o técnico do Vitória teme ter pela frente é a inexperiência de vários atletas, uma vez que alguns vão ter a oportunidade de pisar pela primeira vez o relvado do Estádio da Luz.

"Para nós ganha sempre um maior grau de dificuldade estes jogos por jogarmos no Estádio da Luz cheio. Vai ser um ambiente que muitos jogadores nunca viveram. Só lá estiveram nas bancadas", referiu.

José Couceiro afirma que o triunfo obtido na jornada inaugural no Bonfim (2-0 ao Belenenses) deu alento à equipa.

"Quebrámos um ciclo no último jogo em nossa casa, onde o Vitória já não ganhava há muito tempo. Foi importante para a equipa ganhar confiança. Agora um jogo com uma equipa com a dimensão do Benfica cria-nos problemas em qualquer circunstância", admitiu.

Frente ao Benfica, o Vitória de Setúbal tem como 'baixas' o defesa Gorupec (lesionado) e o extremo Nuno Pinto, que se encontra cedido pelos lisboetas aos sadinos.

O jogo entre o Benfica e o Vitória realiza-se no domingo, às 20:15, no Estádio da Luz, em Lisboa, num jogo que terá a arbitragem de Manuel Oliveira, da Associação de Futebol do Porto.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • "Tudo o que o Benfica está a fazer é uma forma de coação"
    1:59
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    As queixas do Benfica contra a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga foram tema de debate no Play-Off da SIC Notícias. Rodolfo Reis, Manuel Fernandes e Rui Santos acreditam que a posição está relacionada com o clássico Benfica-Porto do próximo sábado. Já João Alves considera que estes comunicados podem prejudicar o Benfica.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41
  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.