sicnot

Perfil

Desporto

Sapatilha autografada por Bolt arrematada por 16.000 euros

Reuters

Uma sapatilha autografada por Usain Bolt, utilizada pelo velocista jamaicano nos Mundiais de atletismo de 2015, foi arrematada num leilão realizado na Internet por 16.000 euros, o dobro do valor base de licitação.

Os responsáveis pelo leilão esperavam que a sapatilha que Bolt utilizou nos campeonatos realizados no ano passado, em Pequim - nos quais se sagrou campeão nas provas dos 100 e 200 metros - fosse leiloada por um valor entre 4.850 e 8.500 euros.

Para o valor obtido, muito acima das melhores expetativas, terá contribuído o recente desempenho do atleta jamaicano nos Jogos Olímpicos Rio2016, nos quais conquistou três medalhas de ouro, nas provas dos 100, 200 e 4x100 metros, pela terceira vez consecutiva, um feito inédito.

Lusa

  • Fãs festejaram o ouro de Bolt
    1:07

    Desporto

    No Rio de Janeiro e na Jamaica comemorou-se mais uma conquista de Usain Bolt. Os jamaicanos dizem-se orgulhosos mas fica a incerteza se esta será a última vez que festejam uma vitória de Bolt em jogos olímpicos.

  • "Sou o maior da história"

    Rio 2016

    O jamaicano Usain Bolt reconheceu na sexta-feira a grandeza do seu inédito 'triplo triplo' de medalhas de ouro nos 100, 200 e 4x100 metros, justificados com dedicação e perseverança.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07