sicnot

Perfil

Desporto

SC Braga diz que transferência de Rafa para o Benfica está num "impasse"

O Sporting de Braga assumiu esta quarta-feira que a transferência do futebolista Rafa para o Benfica está num "impasse", porque a empresa Onsoccer International exige 1,6 milhões por uma intermediação que o clube minhoto diz não ter existido.

Num comunicado publicado no seu sítio oficial, o Sporting de Braga revela que, a 15 de agosto, o presidente dos bracarenses, António Salvador, e o líder do Benfica, Luís Filipe Vieira, chegaram a acordo, via telefone, para a transferência de Rafa, por 16 milhões de euros por 90 por cento dos direitos económicos, e "negociando e adquirindo [o Benfica] em separado à Onsoccer International - Gestão de Carreiras Desportivas SA os 10 por cento dos direitos económicos que a esta pertencem".

Segundo o clube bracarense, "a negociação foi integralmente levada a cabo entre presidentes" pelo que "não pode a Sporting de Braga SAD ser onerada com um custo conexo com um serviço que não foi prestado".

"A intermediação entre clubes não existiu nem foi passado pela Sporting de Braga SAD ou Benfica SAD (tanto quanto sabemos) qualquer mandato à Onsoccer International ou outra pessoa/entidade para o efeito", pode ler-se.

Revela ainda que, quatro dias depois do acordo telefónico, e a pedido do Benfica, o Sporting de Braga enviou por e-mail os termos do acordo que havia sido fechado, assim como uma autorização por escrito para que os 'encarnados' concluíssem o acordo com o jogador.

Entretanto, a Onsoccer International surgiu a querer "impor ao Benfica a inclusão de uma cláusula no contrato de transferência" através da qual as partes reconheceriam que, no acordo entre clubes, existiu a sua intermediação em representação da SAD do Sporting de Braga.

"Como tal facto não corresponde à verdade, a Sporting de Braga SAD recusa tal cláusula", frisam os minhotos.

Com a inclusão da cláusula referida, a Onsoccer International pretende receber uma comissão adicional de 1,6 milhões de euros (para além dos 10 por cento dos direitos económicos que a Benfica SAD lhe adquirirá e de uma eventual comissão que venha a receber da Benfica SAD pela negociação do contrato de trabalho com o jogador) no âmbito da transferência do jogador, acrescenta o comunicado.

O Sporting de Braga afirma mesmo que "já cedeu onde era possível, nomeadamente, aceitando receber um valor abaixo da sua cláusula de rescisão a qual era do perfeito conhecimento de todos, em especial do jogador e da Onsoccer International" e diz esperar que o Benfica "consiga ultrapassar a imposição" feita "a fim de se poder dar por concluída a transferência" de Rafa.

"Ao longo de toda a negociação, o jogador tem mantido um comportamento exemplar tanto a nível pessoal como profissional. No entanto, o prolongar deste impasse não deixará de o afetar. A Sporting de Braga SAD não tem qualquer responsabilidade e não deixará de apoiar o jogador em tudo o que seja necessário", finaliza.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.