sicnot

Perfil

Desporto

Norueguesa Ada Hegerberg eleita melhor futebolista da Europa

A futebolista norueguesa Ada Hegerberg foi eleita Melhor Jogadora na Europa, um prémio organizado pela UEFA e anunciado esta quinta-feira em Monte Carlo, no Mónaco, após o sorteio para a Liga dos Campeões.

Hegerberg, de 21 anos, é jogadora do Lyon, da liga francesa, e da seleção norueguesa, tendo recolhido 13 dos 20 votos do júri, composto por jornalistas escolhidos pelo European Sports Media Group (ESM).

A sua ex-colega de equipa Amandine Henry, francesa, jogadora no Portland Thorns (EUA), ficou em segundo lugar, com quatro votos, seguida pela alemã Dzsenifer Marozsán, ex-Frankfurt e atualmente ao serviço da turma lionesa.

Ada Hegerberg é a primeira futebolista não-germânica a conseguir o estatuto de melhor jogadora nas competições europeias nas últimas três temporadas, depois de Celia Sasic (2014/15), Nadine Kessler (2013/14) e Nadine Angerer (2012/13).

"Era nossa ambição conquistar todos os troféus possíveis na temporada passada e conseguimo-lo", disse a eleita, que considerou o galardão "uma enorme honra".

Pelo Lyon, Hegerberg conquistou a Liga dos Campeões, o título nacional e a taça francesa, tendo marcado 33 golos no campeonato doméstico, 13 na 'Champions' e seis na fase de qualificação para o Europeu feminino.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41