sicnot

Perfil

Desporto

Nuno Espírito Santo assume favoritismo do FC Porto para chegar aos oitavos da Champions

Nuno Espírito Santo, treinador do FC Porto, assumiu esta quinta-feira que, independentemente dos adversários, os "dragões" são candidatos ao apuramento para a fase seguinte da Liga dos Campeões de futebol.

O sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões colocou o FC Porto ao lado do Leicester, campeão inglês, do Copenhaga, da Dinamarca, e do Club Brugge, da Bélgica, no grupo G.

"Fosse qual fosse o grupo, o FC Porto assumir-se-ia sempre como candidato aos oitavos de final. Sabemos que vamos defrontar três campeões dos respetivos países, mas os adversários seguramente que também estão cientes da nossa força e ambição", disse o treinador em declarações ao Porto Canal.

Nuno Espírito garantiu ainda que o FC Porto entrará na Liga dos Campeões "com ambição, contando com o compromisso e cooperação de todos".

Terceiro classificado da I Liga portuguesa, o FC Porto chegou à fase de grupos da Champions via play-off, no qual empatou 1-1 em casa com a Roma, antes de ir à capital italiana vencer por 3-0.

Lusa

  • Os adversários das equipas portuguesas

    Desporto

    Já são conhecidos os adversários do Benfica, FC Porto e Sporting na Liga dos Campeões. No grupo B, o Benfica vai defrontar o Nápoles e o Dínamo de Kiev. No grupo F, o Sporting vai defrontar o Real Madrid e o Dortmund. O Futebol Clube do Porto está no grupo G com o Leicester e o Club Brugge.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.