sicnot

Perfil

Desporto

Patrícia Mamona em quarto lugar no triplo salto do meeting de Lausana

A portuguesa Patrícia Mamona, sexta classificada no triplo salto dos Jogos Olímpicos, regressou esta quinta-feira à competição no meeting de atletismo de Lausana, da Liga Diamante, terminando em quarto lugar, com um salto de 14,05 metros.

O concurso foi totalmente dominado pela colombiana Caterine Ibarguen, campeã olímpica e mundial, com dois saltos excecionais para lá dos 14,70 metros, o melhor dos quais a 14,76.

Na segunda posição ficou a cazaque Olga Rypakova (bronze no Rio2016) e em terceiro a grega Paraskevi Papachristou, com 14,18.

Atrás da portuguesa ficaram a ucraniana Olha Saladuka (13,95), a jamaicana Kimberly Williams (13,75) e a ucraniana Ruslana Tsykhotska (13,54). A alemã Jenny Elbe, anunciada para o meeting, não competiu.

A próxima prova da Liga Diamante é já no sábado, em Paris, sendo que a prova de triplo salto feminino não se disputa, mas sim a do setor masculino, com Nelson Évora (sexto no Rio2016) entre os inscritos.

Lusa

  • E agora?
    15:07

    Reportagem Especial

    Há uma semana, Portugal voltou a ser palco de uma tragédia que matou pelo menos 44 pessoas e deixou cerca de 70 feridas. Os incêndios destruíram mais de 800 casas, dezenas de empresas e explorações agropecuárias, mataram milhares de animais e consumiram uma gigantesca área de floresta. A reportagem da SIC andou pelo concelho de Tondela, onde três pessoas morreram e onde o levantamento de prejuízos materiais ainda não está concluído.

  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.