sicnot

Perfil

Desporto

Casillas de fora da primeira convocatória de Lopetegui na seleção de Espanha

O guarda-redes Iker Casillas, jogador do FC Porto, ficou de fora da convocatória divulgada esta sexta-feira pelo novo selecionador espanhol de futebol, Julen Lopetegui, ex-treinador da equipa portuense, para os jogos com a Bélgica e o Liechtenstein.

Lopetegui, que antes de ser despedido do FC Porto chegou a orientar o veterano jogador, de 35 anos e com 167 internacionalizações pela seleção espanhola, convocou três guardiões para a dupla jornada: David de Gea (Manchester United), Pepe Reina (Nápoles) e Adrián (West Ham).

A Espanha defronta a Bélgica a 01 de setembro, em jogo particular, estreando-se no Grupo G de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018 quatro dias mais tarde, a 05 de setembro, frente ao Liechtenstein.

Na primeira lista de Lopetegui, com 11 novidades, destaque ainda para os regressos do defesa Javi Martinez (Bayern Munique) e do avançado Diego Costa (Chelsea) e a chamada de Marco Asensio, do Real Madrid.

A juntar à ausência de Casillas, também não figuram na lista de Lopetegui os lesionados Andrés Iniesta (FC Barcelona) e Isco (Real Madrid).

Por opção, figuram igualmente de fora Juanfran Torres (Atlético Madrid) e Cesc Fábregas (Chelsea).

Comparativamente ao Euro2016, saíram também Sergio Rico (Sevilha), Mikel San José (Athletic Bilbao), Héctor Bellerín (Arsenal), Bruno Soriano (Villarreal), Pedro Rodríguez (FC Barcelona) e Aritz Aduriz (Athletic de Bilbao).

Entre as maiores novidades, dois jogadores que nunca vestiram a camisola principal de Espanha: o guarda-redes Adrián e o médio Saúl Ñíguez. O médio do Atlético de Madrid foi chamado à última hora devido à indisponibilidade de Isco.

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48