sicnot

Perfil

Desporto

Manuel Machado quer prolongar jejum de vitórias do Benfica na Choupana

O treinador do Nacional, disse esta sexta-feira que a equipa está motivada para impor no sábado a primeira derrota ao Benfica no campeonato e que há seis anos não vence na Choupana.

O Nacional, 16.º classificado, ainda sem pontos, mas com menos um jogo, recebe no sábado à noite, 20:30, o tricampeão nacional Benfica, quarto colocado, com quatro pontos, em jogo da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol, que será arbitrado por Artur Soares Dias.

"Vamos defrontar o campeão nacional e isso diz muito da qualidade do adversário que vamos ter pela frente, que, com toda a certeza quererá somar os três pontos. Os meus jogadores, têm consciência do que significa defrontar um adversário como o Benfica, mas a nossa motivação é muito grande, por isso, não nos move outra ideia que não seja criar dificuldades ao Benfica e tentar vencer o jogo", destacou Manuel Machado, na conferência de antevisão ao jogo.

Depois de ter cedido os primeiros pontos, ao empatar (1-1), em casa, frente ao Vitória de Setúbal, na última jornada, Machado reconhece que uma equipa como a do Benfica, muito dificilmente cederá pontos em duas jornadas consecutivas.

"A equipa está bem e a derrota sofrida em Arouca (na semana passada), não nos abalou. Trabalhámos bem durante a semana e agora teremos outras 'armas' referindo-se aos regressos de Tobias Figueiredo e Salvador Agra, que regressaram ao clube, depois de terem participado nos Jogos Olímpicos, ao serviço da seleção nacional.

O treinador do Nacional desvalorizou ainda a ausência por lesão do melhor marcador do Benfica, Jonas.

"Independentemente do onze, a equipa do Benfica será sempre de qualidade, por isso, o Benfica não se prende à ausência de um só jogador", considerou o técnico dos insulares.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.