sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Boavista quer o "máximo dos cuidados" no jogo com o Chaves

O treinador do Boavista disse esta sexta-feira que a sua equipa deve "ter o máximo dos cuidados" com o Chaves, equipa que os axadrezados recebem domingo, num encontro relativo à terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol.

"Não podemos entrar demasiados confiantes por defrontarmos uma equipa que subiu esta época à I Liga. Temos que desconfiar ainda mais", alertou Erwin Sanchez, na antevisão desse jogo com os flavienses.

Realçou ainda, que, na primeira jornada, o Feirense foi ganhar ao Estoril (0-2) e por isso convém "desconfiar" e ter presente que "todas as equipas têm bons jogadores".

Sanchez acrescentou que o técnico flaviense, Jorge Simão conhece a I Liga, o que, a seu ver, é razão para "ter o máximo dos cuidados" e trabalhar para "dar mais uma alegria" aos adeptos e aos sócios.

O treinador afirmou que os jogadores estão conscientes de que é dessa forma que devem encarar o encontro com os flavienses e referiu que mal acabou o jogo com o Belenenses, na ronda anterior (0-0), começou logo a preparação para este jogo.

"Uma das coisas que falamos foi que temos de olhar sempre com respeito qualquer adversário. Não com medo, mas sim com respeito, o que passa principalmente pelo respeito que temos que ter pelo nosso profissionalismo", explicou.

Um triunfo seria bom para os jogadores "porque este vai ser um campeonato muito duro e difícil", prosseguiu Sanchez

"Temos de estar preparados para tudo, mas, acima de tudo, o pensamento está sempre na vitória", salientou, ressalvando depois que "amealhar a maior quantidade de pontos possível nesta fazer não é mau".

Nessa perspetiva, Sanchez admitiu que um empate "pode" não ser um mau resultado.

"Vamos pensar sempre na vitória. Primeiro pensar na vitória, mas tudo o que for pontos é bom. Um ponto é melhor do que zero", sustentou.

Questionado sobre as caraterísticas do Chaves, Sanchez disse esperar um "futebol direto" e aconselhou "muita atenção nas bolas paradas".

"Sabemos algumas coisas do Chaves, mas o nosso foco principal é a nossa equipa. Se fizermos aquilo que pensamos que deve ser feito estaremos mais operto de uma vitória", afirmou.

Com duas jornadas disputadas e quatro pontos somados, Sanchez é de opinião que o aspeto menos bom do Boavista é a finalização.

Na parte defensiva temos trabalhado muito bem, mas o que importa é a equipa em si", apontou.

O Boavista, 6.º classificado com quatro pontos, recebe no domingo, às 16:00, o Chaves, 11.º com um ponto, num jogo da terceira ronda da I Liga portuguesa de futebol, que será arbitrado por Luís Godinho, da Associação de Futebol de Braga.

Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália. As equipas de socorro conseguiram resgatar duas pessoas, mas admitem ainda a existência de quase 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.

  • Feriado no Carnaval e fim das pontes chumbados
    2:15

    País

    Nem o Carnaval vai passar a ser feriado, nem as pontes vão acabar. O PS rejeitou esta quarta-feira no Parlamento uma proposta do PSD para que os feriados a meio da semana sejam gozados na segunda-feira seguinte. Ao mesmo tempo, os socialistas recusaram duas propostas apoiadas pelos partidos de esquerda, para que o Carnaval passasse a ser sempre feriado.

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16