sicnot

Perfil

Desporto

Holandês Bas Dost na expetativa de assinar pelo Sporting

O atacante do Wolfsburgo Bas Dost disse este sábado esperar assinar pelo Sporting antes do final do período de transferências, que encerra à meia-noite de quarta-feira.

"Estou à espera que se concretize", disse o jogador holandês, citado pela agência AFP, que avalia a transferência em 11 milhões de euros.

Bas Dost falava à imprensa após a vitória do Wolfsburgo sobre o Augsburgo, por 2-0, na jornada inaugural da temporada 2016/2017 da liga alemã de futebol.

O Wolfsburgo formalizou recentemente a contratação do internacional alemão Mário Gómez, melhor marcador do campeonato turco na última temporada, ao serviço do Besiktas (26 golos).

Bas Dost admitiu que a chegada de Gómez, "primeira escolha no ataque", "desempenhou um papel" na sua decisão de abandonar o clube alemão.

Na sua melhor temporada ao serviço do Wolfsburgo, em 2014/2015, Bas dost marcou 16 golos em 21 jogos, que contribuíram decisivamente para o segundo lugar alcançado pela equipa naquela temporada.

O diretor desportivo do Wolfsburgo, Klaus Allofs, indicou, por seu turno, que as conversações com o Sporting prosseguem e que "uma decisão será tomada nos próximos dias".

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.