sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Inter dá as boas vindas a João Mário

​O presidente do Inter Milão, Erick Thohir, deu hoje as boas vindas a João Mário, contratado no sábado ao Sporting por 45 milhões de euros.

"É um prazer dar as boas vindas a João Mário no Inter. É um jogador muito importante, que seguimos há muito tempo. Vai tornar esta equipa ainda mais competitiva", disse o dirigente, citado no site oficial do clube milanês.

Segundo a nota publicada pelo Inter, João Mário será hoje apresentado aos sócios e adeptos no jogo com o Palermo, da terceira jornada da liga italiana de futebol.

Já o acionista maioritário do Inter Milão, Jindong Zhang, disse esperar que João Mário continue a "colecionar êxitos com a camisola do Inter", depois de se ter "consagrado campeão da Europa por Portugal".

O médio internacional português João Mário transferiu-se do Sporting para o Inter de Milão, num negócio que pode ascender a 45 milhões de euros (40, mais cinco por objetivos).

Em comunicado emitido no sábado, o Sporting sublinhou que o acordo com o Inter permitiu "concretizar a transferência mais valiosa de sempre de um jogador português na I Liga", acima das de Renato Sanches (35 milhões, mais 45 por objetivos), Pepe (30), Ricardo Carvalho (30) e Fábio Coentrão (30).

Formado no Sporting, onde esteve 14 anos, e com um breve empréstimo ao Vitória de Setúbal em 2013/14, João Mário foi um dos jogadores mais influentes nas duas últimas épocas no Sporting, tanto sob o comando de Marco Silva, em 2014/15, como com Jorge Jesus, em 2015/16, despedindo-se com uma Taça de Portugal e uma Supertaça.

Nas duas épocas completas pelo Sporting, João Mário fez 45 jogos oficiais em cada, marcando sete golos numa e noutra. No arranque da presente temporada, o médio ainda alinhou na primeira jornada da Liga, frente ao Marítimo.

Ao serviço da seleção portuguesa, João Mário fez 18 jogos, sem ter marcado qualquer golo, e foi um dos jogadores que esteve na vitória de Portugal no Euro2016.

Lusa

  • Mais de 50 concelhos do país em risco máximo de incêndio

    País

    Mais de meia centena de concelhos de dez distritos do país estão hoje em risco 'máximo' de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). De acordo com o IPMA, estão sob este aviso 51 concelhos dos distritos de Castelo Branco, Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Leiria, Guarda, Vila Real, Viseu e Bragança.

  • "Ao contrário do que diz a direita, o futuro dos jovens é aqui"
    0:52

    Economia

    António Costa atacou esta sexta-feira à noite a direita com o aumento do emprego jovem. Perante vários jovens no acampamento nacional da Juventude Socialista, o secretário-geral do PS dirigiu-se ainda aos partidos de direita para garantir que o aumento do salário mínimo está a criar mais emprego com maior qualidade.

  • Uma viagem aérea por Pegões
    1:00
    Visão de Portugal

    Visão de Portugal

    DIARIAMENTE NO JORNAL DA NOITE

    O espaço Visão de Portugal, do Jornal da Noite da SIC, mostra o país através de imagens aéreas. A rubrica leva-nos esta sexta-feira a sobrevoar Pegões, no concelho de Tomar. 

  • Porto eleito pela terceira vez o melhor destino europeu 
    2:53

    País

    O Porto foi eleito o melhor destino europeu pela terceira vez e as distinções internacionais não param de chegar. Desta vez os elogios chegam através da norte-americana CNN. Os preços acessíveis, a gastronomia, a história e a arquitetura são os pontos da cidade que tem a rua com maior tráfego do país. 

  • Lisboa é o terceiro melhor destino de cruzeiros
    1:22

    País

    O Turismo em Lisboa tem registado um crescimento. A cultura, a arte e os preços baixos são os pontos fortes apontados pelos turistas. A capital é já considerada o terceiro melhor destino de cruzeiros. O novo terminal do porto de Lisboa e a ligação direta a Pequim deverão aumentar ainda mais o número de visitantes.

  • Ir ao Minho e a Sintra
    22:50
  • Líder da Palestina hospitalizado

    Mundo

    O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, de 82 anos, foi hospitalizado este sábado em Ramallah, na Cisjordânia, para se submeter a um "exame de rotina" durante algumas horas, anunciou um porta-voz.