sicnot

Perfil

Desporto

Advogados de Platini querem explicações do Tribunal Arbitral do Desporto

Os advogados do antigo presidente da UEFA Michel Platini pediram ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) que explique os motivos da suspensão do antigo futebolista da presidência do organismo, entretanto reduzida de seis para quatro anos.

Numa mensagem enviada ao TAS, à qual a agência noticiosa AFP teve acesso, os advogados querem explicações sobre as motivações para a sentença, que em maio foi reduzida em dois anos.

Os advogados consideram "inadmissível" não terem recebido qualquer informação do TAS mais de três meses depois da redução da pena.

O antigo líder da UEFA foi condenado por abuso de confiança, conflito de interesses e gestão danosa no caso do pagamento de 1,8 milhões de euros pelo ex-presidente da FIFA mundial, Joseph Blatter

Platini, que chegou a apresentar a candidatura à presidência da FIFA este ano, foi inicialmente condenado a oito anos de suspensão pela Comissão de Ética da FIFA, a 21 de dezembro de 2015, mas a pena foi depois reduzida para seis anos pela Comissão de Recurso.

A 9 de maio deste ano, o TAS, na sequência de um recurso apresentado por Platini, reduziu para quatro anos a suspensão aplicada.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.