sicnot

Perfil

Desporto

Marco van Basten deixa equipa técnica da Holanda e vai para a FIFA

O antigo futebolista Marco van Basten vai deixar o cargo de treinador adjunto da seleção da Holanda para ir trabalhar para a FIFA, anunciou esta terça-feira a federação holandesa.

"A FIFA ofereceu-me uma oportunidade para trabalhar no desenvolvimento e na reforma do futebol, assim como para usar as minhas ideias e opiniões em aspetos com as regras de jogo, de arbitragem e nos programas de desenvolvimento", explicou Van Basten, que coadjuvava Danny Blind.

O atual selecionador, que ainda vai contar com Van Basten no embate com a Suécia, de qualificação para o Mundial2018, vai ficar sem adjuntos, uma vez que Dick Advocaat também deixou a equipa técnica, para assumir o comando técnico do Fenerbahçe.

"Claro que não estou contente, mas o cargo na FIFA está feito à medida do Marco. Apesar de significar que tenho de procurar outro adjunto, esta é uma grande oportunidade para ele", frisou Blind.

Van Basten foi o treinador apresentado pelo atual presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, nas eleições que viria a perder para Luiz Godinho Lopes, em 2011.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.