sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto contrata Boly por cinco temporadas

O FC Porto confirmou a contratação a título definitivo do defesa Boly, que pertencia ao Braga, e fixou uma cláusula de 45 milhões de euros sobre o francês, que assinou por cinco temporadas.

O valor da transferência do futebolista de 24 anos não foi revelado, embora a imprensa especule que o passe do francês tenha rondado os oito milhões de euros.

"Estou muito feliz por assinar por este grande clube, que conheço há muito tempo. Já tive a experiência de jogar contra o FC Porto e foi sempre difícil, porque é, de facto, um grande clube. Sei que vou integrar um grupo de trabalho com jogadores de grande qualidade e espero poder trabalhar muito bem com todo o grupo", declarou Boly.

Willy Bolly chegou à equipa B do Braga em 2014, depois de sair do clube de formação, o Auxerre, fixando-se na equipa principal dos minhotos na época passada, na qual disputou 40 jogos, marcando dois golos.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a lider da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleiçoes em vários países, como a Alemanha e a Holanda.