sicnot

Perfil

Desporto

Federação argelina autoriza Slimani a viajar para assinar pelo Leicester City

A Federação Argelina de Futebol revelou esta quarta-feira que autorizou o avançado Islam Slimani, jogador que representa o Sporting, a ausentar-se dos trabalhos da seleção para poder realizar exames médicos e assinar pelo Leicester City.

"Islam Slimani foi autorizado a abandonar o estágio em Sidi Moussa para passar nos testes médicos em Leicester e formalizar a sua transferência do Sporting para o clube campeão inglês. Slimani regressa a Sidi Moussa depois de formalizada a sua transferência", lê-se no sítio oficial da federação argelina na Internet.

O avançado de 28 anos, que no último domingo deixou o Estádio José Alvalade em lágrimas depois do Sporting-FC Porto (2-1), está no clube lisboeta desde 2013/14 e em três temporadas tornou-se numa das unidades mais importantes da formação de Jorge Jesus.

Lusa

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • O vestido de Jennifer Lawrence que está a dar que falar

    Cultura

    Jennifer Lawrence escolheu um vestido arrojado para usar na sessão fotografia do próximo filme e a internet reagiu. Muitas foram as críticas feitas, que davam conta de uma roupa "demasiado reveladora" para o frio que se fazia sentir em Londres. Mas Jennifer Lawrence não deixou passar, criticando os comentários "sexistas" e "nada feministas".

    SIC

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Governo enfrenta vaga de contestação
    2:35

    Economia

    O Governo enfrenta uma onda de contestação. Guardas prisionais, procuradores, professores, médicos e enfermeiros descontentes ameaçam com greves nos diferentes setores, já nos meses de março e abril.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25