sicnot

Perfil

Desporto

Alberto Bueno assume-se afortunado por voltar a Espanha

​O avançado Alberto Bueno, que chegou ao Granada por empréstimo do FC Porto, assumiu-se "afortunado" por "voltar a Espanha", ambicionando "voltar a ser feliz" e "ser importante" para a equipa da Liga espanhola de futebol.

Bueno, de 28 anos, foi contratado pelos dragões no início de 2015/16, depois de ter assinado 17 golos em 36 jogos pelo Rayo Vallecano, na Liga espanhola, tendo marcado dois golos nos oito jogos de 'azul e branco'.

"Tenho como objetivos pessoais voltar a ser feliz e ser importante para o Granada. Sinto-me afortunado por voltar a Espanha. Na minha etapa no Rayo Vallecano consegui ser feliz e quero voltar a consegui-lo aqui", referiu o madrileno, lamentando ter jogado pouco e sofrido uma lesão no emblema portista.

Bueno justificou parcialmente sua escolha pelo Granada com a possibilidade de reencontrar o treinador Paco Jémez, com quem coincidiu no emblema de Vallecas, naquele que será o seu quinto clube, depois de Real Madrid, Valladolid e Derby County.

O Granada, atual 17.º classificado no campeonato, conta com os defesas portugueses Luís Martins e Ruben Vezo, por empréstimo do Valência, e o médio marroquino Carcela, proveniente do Benfica.

Lusa

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".