sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto com cinco reforços na Liga dos Campeões

O FC Porto apresentou à UEFA cinco novidades na lista para a Liga dos Campeões de futebol, em relação ao grupo que eliminou a Roma no play-off de acesso à competição.

O defesa-central francês Willy Boly (ex-Sporting de Braga), o médio ofensivo espanhol Óliver Torres e o avançado Diogo Jota (ambos emprestados pelo Atlético de Madrid) e o avançado belga Laurent Depoitre (ex-Gent) integram a lista.

Depoitre deveria ter defrontado os transalpinos, mas como já tinha alinhado pelo Gent na Liga Europa nas pré-eliminatórias, ficou impedido de o fazer.

O quinteto de 'reforços' fica completo com o médio argelino Brahimi, que continua no FC Porto, já que não foi emprestado nem transferido, após o treinador não ter contado com ele no início da época.

Da lista não faz parte do novo internacional André Silva, que integra a denominada lista b, destinada aos jovens formados nos clubes e nascidos após 1 de janeiro de 1995: a sua utilização apenas exige comunicação com 24 horas de antecedência.

O FC Porto estreia-se na Liga dos Campeões a 14 de setembro, recebendo os dinamarqueses do Copenhaga. O Leicester, campeão inglês, são os outros clubes que integral o Grupo G.

Lista dos jogadores do FC Porto para a Liga dos Campeões:

- Guarda-redes: Iker Casillas e José Sá.

- Defesas: Maxi Pereira, Felipe, Iván Marcano, Willy Boly, Miguel Layún e Alex Telles.

- Médios: Danilo, André André, Herrera, Evandro, Sérgio Oliveira, João Carlos Teixeira e Óliver Torres.

- Avançados: Brahimi, Octávio, Jesus Corona, Silvestre Varela, Diogo Jota, Adrian López e Laurent Depoitre.

Lusa

  • "Não se reconstroem serviços públicos em dois anos"
    0:53

    País

    O Ministro da Saúde diz que os problemas do Serviço Nacional de Saúde não se resolvem em dois anos nem se consegue reverter a trajetória de desinvestimento e delapidação dos serviços públicos até 2019, ou até ao final da legislatura. Em entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Adalberto Campos Fernandes admitiu ainda que é contra a eutanásia, mas garante que o SNS estará pronto a aplicar a lei, se assim for decidido pelo Parlamento.

  • "Oui, Monsieur - O Saco Azul do Marquês" (Parte I)
    35:45

    Operação Marquês

    A acusação da Operação Marquês diz que, em 5 anos, foram pagos quase 36 milhões de euros de luvas a José Sócrates. A maior fatia veio do Grupo Espírito Santo. O Ministério Público fala em pagamentos por decisões políticas sobre negócios da PT, alegadamente em benefício de Ricardo Salgado. Além de Sócrates, também Zeinal Bava e Henrique Granadeiro terão recebido dezenas de milhões de euros do ex-banqueiro. Nesta primeira parte da reportagem "Oui, Monsieur - O Saco Azul do Marquês", começamos a seguir do rasto desse dinheiro, conduzidos pelas pistas deixadas à investigação, nos registos secretos de um director do Grupo Espírito Santo.

  • "Oui, Monsieur - O Saco Azul do Marquês" (Parte II)
    24:59

    Operação Marquês

    O Ministério Público estima que, em apenas 8 anos, a ES Enterprises movimentou mais de três mil milhões de euros. E sempre à margem de qualquer controlo. Na tese da Operação Marquês, foi desta empresa fantasma que saiu a maior parte das luvas alegadamente pagas por Ricardo Salgado a José Sócrates, Zeinal Bava, Henrique Granadeiro e Hélder Bataglia, por causa dos negócio da PT. Na primeira parte da grande reportagem "Oui, Monsieur - o saco azul do marquês" vimos como o chumbo da OPA da SONAE à PT terá sido o primeiro desses negócios.Agora, olhamos para outros pagamentos milionários e procuramos perceber o que está atrás desse alegado saco azul. A investigação concluiu que era financiado através de operações financeiras complexas, por vezes com dinheiro dos clientes do BES.