sicnot

Perfil

Desporto

Liga grega arranca após solução para nomeações dos árbitros

O ministro dos Desportos da Grécia, Stavros Kontonis, afirmou esta sexta-feira que a Liga grega de futebol vai poder arrancar no próximo fim de semana depois de ter sido encontrada uma solução para o problema das nomeações dos árbitros.

As duas primeiras semanas da nova época foram adiadas devido a uma disputa entre a Federação grega, a Superliga e os clubes sobre a nomeação de árbitros para os jogos do campeonato, em que o Olympicos, agora comandado por Paulo Bento, defende o título.

Kontonis decidiu adiar o início da temporada devido ao receio de que as disputas entre clubes, federação e o Estado nas últimas semanas pudessem provocar "riscos significativos para a ordem e segurança pública" suscetíveis de desencadear um "comportamento violento generalizado".

Após uma reunião de duas horas com os responsáveis dos clubes, Kontonis afirmou que agora cabe agora à federação e à Superliga concordarem sobre com um novo método para a nomeação dos árbitros.

No último mês, três grandes clubes, o Panathinaikos, o AEK e o PAOK fizeram saber que não participariam no campeonato, a menos que a federação invertesse os seus planos para gerir a nomeação dos árbitros.

O Panathinaikos tinha denunciado o que qualificou como o "campeonato dos árbitros fixos" e acusou a Federação de ter renegado o acordo que estabeleceu com os responsáveis da UEFA para alterar o método de nomeação dos árbitros.

O clube de Atenas foi mais longe ao acusar "organizações criminosas de desmantelarem o futebol grego e qualquer noção de justiça".

Por seu lado, o AEK tinha recusado a participar num campeonato organizado pelas "mesmas pessoas que planearam e cometeram crimes premeditados e ser cúmplice de uma organização criminosa".

Quanto ao PAOK, foi menos contundente nas críticas, mas não deixou de denunciar "a atitude irresponsável da federação" e alertou a tutela governamental de que "escusa de procurar asilo porque vai ter de enfrentar a justiça".

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.