sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa eliminado por Dimitrov na terceira ronda do US Open

O tenista português João Sousa foi este sábado eliminado na terceira ronda do Open dos Estados Unidos, quarto torneio do 'Grand Slam' da temporada, ao perder com o búlgaro Grigor Dimitrov, 22.º cabeça de série.

Pela quinta vez na terceira ronda de um 'major', João Sousa, 36.º do 'ranking', voltou a não conseguir ser o primeiro português nos oitavos de final de um 'Grand Slam', ao perder com o búlgaro, 24.º, por 6-4, 6-1, 3-6, 6-2, em duas horas e 38 minutos.

Este foi o terceiro encontro entre os dois tenistas, com Dimitrov a ter agora vantagem de 2-1, depois de João Sousa ter sido o primeiro a vencer, na primeira ronda do US Open de 2013.

Na próxima ronda, Dimitrov vai defrontar o vencedor do encontro entre o britânico Andy Murray, segundo cabeça de série, e o italiano Paolo Lorenzi.

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.