sicnot

Perfil

Desporto

Espanhol Antonio Mateu Lahoz arbitra Suíça-Portugal

A UEFA nomeou este domingo o espanhol Antonio Mateu Lahoz para o jogo de terça-feira entre Suíça e Portugal, da primeira jornada do Grupo B da zona europeia de qualificação para o Mundial2018, na Rússia.

Internacional desde 2011, Lahoz esteve no recente torneio olímpico dos Jogos Rio2016 e já tem experiência nas competições europeias e com clubes portugueses.

A 06 de setembro, o espanhol arbitrará pela segunda vez um jogo da seleção portuguesa. O primeiro foi um particular disputado em agosto de 2011, que acabou numa goleada por 5-0 de Portugal sobre o Luxemburgo.

Na época passada, dirigiu jogos do FC Porto, na Liga dos Campeões, e Sporting, na Liga Europa.

O juiz espanhol arbitrou o encontro que resultou na vitória do FC Porto sobre o Chelsea por 2-1, na fase de grupos da 'Champions', e na goleada por 4-2 do Sporting na visita ao Lokomotiv Moscovo, também da fase de grupos da Liga Europa.

Na edição de 2014/2015 da Liga dos Campeões, foi também o árbitro, na fase de grupos, do jogo entre Sporting e Chelsea, em Alvalade, que os ingleses venceram por 1-0.

Na temporada 2012/2013, foi o árbitro do jogo, na Alemanha, entre Bayer Leverkusen e Benfica, que os 'encarnados', que viriam a ser finalistas daquela edição, venceram por 1-0, nos 16 avos de final.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.