sicnot

Perfil

Desporto

Cristiano Ronaldo volta ao trabalho de grupo no Real Madrid

O português Cristiano Ronaldo fez esta segunda-feira o seu primeiro treino integrado no grupo no Real Madrid desde que se lesionou no joelho esquerdo na final do Euro2016, em que Portugal se sagrou campeão europeu.

"Primeiro treino com a equipa, muito contente", escreveu Cristiano Ronaldo na sua conta no Twitter, num início de semana em que o Real Madrid também voltou a contar com o francês Karim Benzema sem limitações.

Ausente da seleção portuguesa, que na terça-feira defronta a Suíça no arranque da campanha de qualificação para o Mundial de 2018, Cristiano Ronaldo poderá voltar à competição no sábado, no jogo do campeonato espanhol em que os 'merengues' recebem o Osasuna.

Sem 14 internacionais, que estão ao serviço das suas seleções, o técnico Zinedine Zidane viu o grupo reforçado com os dois avançados, mas o defesa português Fábio Coentrão, ainda em processo de recuperação de lesão, voltou a fazer treino individualizado, tal como o médio Isco, que nem subiu ao relvado. O guarda-redes costa-riquenho Keylor Navas fez treino específico.

Lusa

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC