sicnot

Perfil

Desporto

Estádio onde Platini começou a jogar vai ser demolido

© Reuters

O estádio de Joeuf, em França, onde Michel Platini, ex-presidente da UEFA, iniciou a sua carreira como futebolista, está prestes a ser demolido, divulgou hoje a agência AFP.

Face ao seu estado de degradação, André Corzani, autarca da vila de Joeuf, inclui o estádio num plano de reabilitação da cidade.

Entre 2018 e 2019, o estádio onde Platini, com 11 anos, alinhou pela primeira vez pelo AS Joeuf, será transformado num parque.

O francês Michel Platini jogava a meio campo e foi considerado um dos melhores jogadores franceses de sempre.

Em 2007 assumiu a presidência da UEFA. Este ano, apresentou a demissão, depois de o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) o suspender por quatro anos de todas as a atividade ligadas ao futebol.

O antigo capitão da seleção francesa tinha sido inicialmente suspenso por oito anos na sequência da divulgação pública de um pagamento de cerca de dois milhões de francos suíços que recebeu do então presidente da FIFA, com base num contrato oral firmado com Joseph Blatter, configurando um conflito de interesses.

Lusa

  • "Se me pergunta se estou de consciência tranquila, estou"
    2:13

    País

    O ministro Vieira da Silva assegura que aguarda com tranquilidade que a investigação em curso esclareça as alegadas irregularidades na associação Raríssimas. Alguns mecenas estão já a suspender o apoio, na sequência do escândalo que já levou a duas demissões. 

  • Novo regime dos recibos verdes "acaba com as injustiças dos escalões"
    1:10
  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.