sicnot

Perfil

Desporto

Vieira acredita que Jimenéz será a "transferência mais cara" do futebol português

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, afirmou esta quarta-feira que acredita que o futebolista Raúl Jiménez vai ser, no futuro, a "transferência mais cara de sempre" do futebol português.

O presidente dos 'encarnados' afirmou que muito se falou sobre os valores da transferência do avançado mexicano, no qual o clube investiu, este ano, 12 milhões de euros na compra dos restantes 50% do passe, mas acredita no valor do futebolista.

"Se o Benfica foi campeão e chegou onde chegou na Liga dos Campeões, também o deve a ele e aos seus golos. Estou convencido de que vai justificar todo o investimento e que vai ser dos avançados mais temíveis da Europa, muito pretendido. Vai ser a transferência mais cara de sempre do futebol português, é o meu ?feeling'", disse, em entrevista à TVI.

Em relação a Luisão, Luís Filipe Vieira garantiu que o capitão dos 'encarnados' está "forte e feliz" no Benfica, negando que o clube tenha forçado da saída do defesa central, de 35 anos.

"Luisão é o meu companheiro deste percurso. O Luisão está forte e bastante feliz no Benfica. Ele acaba contrato, mas quem me conhece sabe que terei o momento certo para falar com ele", salientou, referindo que o jogador é importante para ajudar os mais jovens.

Vieira, que garantiu que o merroquino Taarabt não vai vestir mais a camisola do Benfica e que Rúben Amorim vai ser emprestado, deixou também elogios a Rafa, mais recente reforço do clube.

"Qualquer dos três [Benfica, FC Porto e Sporting] esteve interessado, o decisivo foi o Rafa. Tenho admiração pelo caráter que teve e pela maneira pronta como quis vir para o Benfica e o Benfica, possivelmente, não foi o que lhe ofereceu mais dinheiro. Joga em três posições, é jovem, tem raça e tem todos os atributos para se afirmar no Benfica", defendeu.

O presidente do Benfica, que considerou o empresário Jorge Mendes como uma "parceiro", explicou ainda que "é fácil" que a venda de Renato Sanches chegue aos 60 milhões de euros, depois de ter rendido 35 milhões numa primeira fase.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.