sicnot

Perfil

Desporto

Atlético e Real Madrid impedidos de ir ao mercado até janeiro de 2018

Real Madrid e Atlético de Madrid mantêm-se impedidos de comprar futebolistas até janeiro de 2018, anunciou hoje a FIFA, que rejeitou os recursos dos clubes espanhóis, que entretanto recorreram da decisão para o Tribunal Arbitral de Desporto (TAS).

A nega do Comité de Apelo da FIFA implica que os clubes não podem fazer transferências nos próximos dois períodos reservados parra o efeito, conforme a penalização da Comissão Disciplinar da FIFA, de 14 de janeiro, por terem infringido os regulamentos sobre transferências relacionadas com menores de idade.

Atlético e Real Madrid não podem comprar passes de jogadores até à data referida devido a irregularidades na contratação de jogadores menores de 18 anos, ficando confirmada a "integridade das sanções impostas pela Comissão Disciplinar da FIFA", segundo comunicado do organismo.

"Como consequência da infração dos artigos 5, 9, 19 e 19b do regulamento sobre o Estatuto e Transferência de Jogadores, a ambos os clubes se proíbe a inscrição de futebolistas nacionais ou estrangeiros durante dois períodos de contratação", refere a nota, que esclarece ser apenas no caso do futebol profissional e que não os impede de "libertar jogadores".

O Atlético de Madrid foi multado em cerca de 822 mil euros e o Real Madrid em 360 mil, tendo ainda sido determinado que os dois clubes têm 90 dias para regularizar a situação dos menores afetados, detetados no período compreendido entre 2005 e 2014.

O Real Madrid emitiu um comunicado em que "lamenta a resolução, profundamente injusta e que contraria os mais elementares princípios do direito de sancionar", assim como confirma o recurso ao TAS.

Também o Atlético manifestou oficialmente o seu desacordo com a decisão e avança para o TAS, com o apoio de "uma equipa de especialistas internacionais para defender o caso e proteger os direitos do clube".

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21