sicnot

Perfil

Desporto

Ryan Lochte proibido de competir durante 10 meses

O nadador norte-americano Ryan Lochte, 12 vezes medalhista olímpico, vai estar dez meses sem poder competir pelo escândalo que protagonizou nos Jogos do Rio de Janeiro, quando inventou ter sido vítima de um assalto, informou hoje a imprensa local.

A sanção, imposta pelo Comité Olímpico dos Estados Unidos (USOC, na sigla em inglês) e pela federação de natação USA Swimming, vai impedir Lochte de competir no Campeonato Mundial de Natação que vão decorrer em Budapeste em julho de 2017.

Segundo o jornal USA Today, os outros nadadores norte-americanos envolvidos no incidente do Rio, James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger, também vão ter sanções, mas menores do que a aplicada a Lochte.

Segundo o portal TMZ.com, que avançou a notícia, as sanções para Feigen, Bentz e Conger não vão exceder os quatro meses fora das piscinas.

Ao regressarem de uma festa a 14 de agosto, Ryan Lochte e três colegas da equipa de natação danificaram um posto de abastecimento de combustível no Rio de Janeiro e envolveram-se numa confusão com os seguranças do espaço.

Após o incidente, os nadadores informaram a polícia de que tinham sido vítimas de um assalto, mas, mais tarde, as autoridades desmontaram essa versão na sequência de investigações.

Ryan Lochte, que soma 12 medalhas olímpicas, pediu desculpas por ter "exagerado algumas partes da história", disse que se esqueceu de "alguns detalhes" e assumiu que ainda estava embriagado quando revelou o incidente.

Depois do ocorrido, Ryan Lochte voltou aos Estados Unidos, enquanto Gunnar Bentz, Jack Conger e Jimmy Feigen permaneceram no Brasil.

Após ser ouvido pelas autoridades judiciais brasileiras, o nadador James Feigen foi autorizado a deixar o Brasil mediante o pagamento de um donativo a uma instituição, na ordem dos 11.000 dólares (9.700 euros).

A polícia também devolveu os passaportes dos nadadores Gunnar Bentz e Jack Conger, que deixaram o país.

Como consequência, o Comité Olímpico Internacional (COI) anunciou a abertura de um inquérito disciplinar aos quatro nadadores.

Lochte ganhou uma medalha de ouro na prova 4x200 metros livre e ficou em quinto lugar nos 200 metros estilos no Rio2016. Bentz e Conger participaram nas eliminatórias de estilo livre nos 4x200 metros e Feigen nos 4x100 metros.

Lusa

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.