sicnot

Perfil

Desporto

Guardiola bate Mourinho no dérbi de Manchester

O Manchester City venceu hoje o Manchester United, por 2-1, e Pep Guardiola bateu José Mourinho no primeiro dérbi de ambos no futebol inglês, deixando os citizens no topo da Premier League.

Após o aguardado embate de Old Trafford, o City continua 100% vitorioso em quatro jornadas, totalizando 12 pontos, enquanto os 'red devils' sofreram a primeira derrota e vão deixar de partilhar a liderança com o clube vizinho e, eventualmente, com o Chelsea, que ainda hoje recebe o Swansea.

A 'velha' rivalidade entre Guardiola e Mourinho, com especial incidência nos tempos em que coincidiram no futebol espanhol, teve o seu 17.º episódio, do qual o técnico catalão saiu com uma nona vitória, graças aos golos de Kevin De Bruyne e Kelechi Iheanacho, enquanto Zlatan Ibrahimoivc marcou um tento insuficiente para o Manchester United.

O treinador português surpreendeu com a introdução no 'onze' do estreante Henrikh Mkhitaryan e Jesse Lingard, em vez de Anthony Martial e Juan Mata, mas não teve muito tempo para comprovar o acerto das opções, porque aos 15 minutos já De Bruyne fazia o 1-0, depois de passar pelo 'estático' Blind e bater De Gea.

O internacional belga voltaria a estar em evidencia no segundo golo, com um tiro ao poste que deixou a defesa anfitriã 'pregada' e permitiu ao nigeriano Iheanacho fazer a recarga com êxito, aos 36 minutos. Mas uma saída mal calculada do guarda-redes Claudio Bravo ofereceu Ibrahimovic a oportunidade de fazer o seu quarto golo da liga e o sueco não desperdiçou, reduzindo antes do intervalo (42).

Na segunda parte, com Ander Herrera e Marcus Rashford nos lugares de Mkhitaryan e Lingard, o Manchester United foi em busca do empate e ficou a reclamar uma grande penalidade por falta de Bravo sobre Wayne Rooney, aos 56 minutos, mas o árbitro Mark Clattenburg mandou seguir.

Guardiola reforçou o meio-campo, com a entrada de Fernando para o lugar de Iheanacho, mas ainda viu o árbitro anular um golo a Rashford, por fora de jogo de 'Ibra', que estava 'plantado' entre o jovem avançado inglês e o guarda-redes.

Num jogo cada vez mais partido, com o United instalado no meio-campo oposto e o City a contra-atacar com muito perigo, De Gea fez frente a uma sucessão de remates de Fernandinho, Otamendi e Fernando, todos no mesmo lance, antes de Kevin De Bruyne entrar pela direita e atirar ao poste, fazendo a bola rolar à frente da linha de golo.

A última oportunidade, já em período de compensação, aconteceu na área do City, com um remate frontal de Ibrahimovic, que sofreu ligeiro desvio num adversário, mas suficiente para fazer a bola passar do lado 'errado' do poste.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.