sicnot

Perfil

Desporto

Alemanha critica possibilidade de discurso de Platini no congresso da UEFA

O presidente da federação de futebol da Alemanha (DFB), Reinhard Grindel, criticou esta segunda-feira a autorização da FIFA a Michel Platini em discursar quarta-feira em Atenas no congresso que vai definir o seu sucessor na presidência da UEFA.

"Eu gostaria que Michel Platini renunciasse a fazer uma aparição. Esta conferência deve incidir sobre o futuro e não no passado. O congresso da UEFA deve ser marcado pelo programa do seu novo presidente e não pelos erros do seu antecessor", justificou o dirigente.

O Comité de Ética da FIFA, órgão que em outubro de 2015 suspendeu Platini por seis anos, informou a UEFA que o francês de 61 anos estava "autorizado a falar no Congresso Extraordinário da UEFA".

Presidente da UEFA desde 2007, Platini acabou por recorrer ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) que lhe reduziu a pena para quatro anos de suspensão de todas as atividades ligadas ao futebol.

Em causa o controverso pagamento de 1,8 milhões de euros que Platini recebeu de Joseph Blatter, então presidente da FIFA, com base num suposto contrato oral.

No verão, Michel Platini tinha revelado que aspirava a apresentar a sua demissão perante as 55 federações que compõem a UEFA.

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.