sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Sousa apita o Benfica-Sporting de Braga

Jorge Sousa foi nomeado para apitar na segunda-feira o Benfica-Sporting de Braga, o jogo grande da quinta jornada da I Liga portuguesa, anunciou esta terça-feira o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

No Estádio da Luz, o árbitro da Associação de Futebol (AF) do Porto vai ser auxiliado por Álvaro Mesquita e Ricardo Jorge Santos, enquanto Rui Costa será o quarto árbitro.

No domingo, a deslocação do líder Sporting ao terreno do Rio Ave vai ter dirigida por João Pinheiro, da AF de Braga, enquanto o Tondela-FC Porto será apitado por Hugo Miguel, da AF de Lisboa.

Destaque ainda para o derby madeirense, entre Nacional e Marítimo, que será arbitrado por Bruno Paixão, da AF de Setúbal.

Programa da quinta jornada:

- Sexta-feira, 16 set:

Nacional - Marítimo, Bruno Paixão (AF Setúbal)

- Sábado, 17 set:

Estoril-Praia -- Moreirense, Gonçalo Martins (AF Vila Real)

Vitória de Setúbal - Paços de Ferreira, Manuel Mota (AF Braga)

Vitória de Guimarães -- Belenenses, Manuel Oliveira (AF Porto)

- Domingo, 18 set:

Arouca - Desportivo de Chaves, Luís Ferreira (AF Braga)

Boavista -- Feirense, Bruno Esteves (AF Setúbal)

Tondela - FC Porto, Hugo Miguel (AF Lisboa)

Rio Ave -- Sporting, João Pinheiro (AF Braga)

- Segunda-feira, 19 set:

Benfica - Sporting de Braga, Jorge Sousa (AF Porto)

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41