sicnot

Perfil

Desporto

Portugal em três finais de atletismo no sexto dia de competição

Portugal vai marcar hoje presença em três finais de atletismo dos Jogos Paralímpicos Rio2016, em dia no qual dois nadadores lusos participam em eliminatórias e marcado pelo início as competições individuais de boccia.


No estádio Engenhão, às 10:20 (14:20 em Lisboa) Mário Trindade participa na final dos 400 metros T52 e pouco depois Hélder Mestre corre a prova decisiva dos 100 metros T51, ambas classes que agrupam atletas com deficiência motora.

Às 10:58 (14:58), Cristiano Pereira corre a final dos 1.500 metros T20, para atletas com deficiência intelectual.

Na piscina, às 11:28 (15:28), David Grachat nada as eliminatórias dos 50 metros livre (S9) e, pouco depois, Nélson Lopes participa nas séries dos 200 metros livre (S4). As finais de ambas as provas estão agendadas para a tare

No boccia, modalidade na qual Portugal conquistou na segunda-feira uma medalha de bronze por equipas, começam as competições individuais, nas quais estarão envolvidos oito atletas portugueses.

Portugal está representado nos Jogos Paralímpicos Rio2016 por 37 atletas, tendo até segunda-feira conquistado duas medalhas de bronze, uma no atletismo e outra no boccia.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21