sicnot

Perfil

Desporto

TAS adia para outubro decisão do recurso de Sharapova

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) adiou para "a primeira semana de outubro" a decisão sobre o recurso apresentado pela tenista russa Maria Sharapova, suspensa dois anos por doping.

Em comunicado, o TAS informa que anunciará "a decisão no processo de arbitragem entre Maria Sharapova e a Federação Internacional de Tênis [ITF] durante a primeira semana de outubro de 2016".

Uma primeira decisão estava inicialmente agendada para 18 de julho, mas o TAS adiou o veredito para 19 de setembro, data que voltou a ser agora alterada "para que as partes entreguem novos elementos".

Sharapova foi suspensa por dois anos pela ITF a 08 de junho, por ter acusado no último Open da Austrália meldonium, que passou a integrar a lista de substâncias dopantes desde 01 de janeiro.

A tenista, medalha de prata nos Jogos Olímpicos Londres2012, ficou impedida de disputar o Rio2016, tal como todo o atletismo russo, na sequência de uma investigação que revelou a existência de um sistema generalizado de doping, com apoio estatal.

A 07 de março, Sharapova tinha anunciado, em Los Angeles, Estados Unidos, que tinha acusado meldonium, substância de um medicamento que costumava utilizar há algum tempo, admitindo desconhecimento que tinha passado a ser proibido em janeiro.

Lusa

  • Sharapova suspensa dois anos por doping

    Desporto

    A tenista russa Maria Sharapova foi hoje suspensa por dois anos pela Federação Internacional de Ténis (ITF), na sequência do controlo positivo por meldonium no último Open da Austrália. A antiga nº 1 mundial já anunciou que vai recorrer da decisão.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.