sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Copenhaga dá favoritismo ao FC Porto mas promete dar luta

© Miguel Vidal / Reuters

O treinador do Copenhaga, Stale Solbakken, adversário do FC Porto na primeira jornada do Grupo G da Liga dos Campeões de futebol, admitiu esta terça-feira que acredita que os dragões vão ser os líderes nesta fase, mas promete "dar luta".

Solbakken não quer sair do Estádio do Dragão com a "consciência que a equipa não deu o máximo", ainda assim, já perspetiva dificuldades no jogo de quarta-feira.

"Eu acho que o FC Porto vai ser o primeiro do grupo, mas vamos tentar dar luta nos nossos jogos", começou por dizer.

O técnico explicou, em conferência de antevisão da partida entre o FC Porto e o Copenhaga, que a equipa dinamarquesa está bem preparada e que conhece bem o adversário.

"Sabemos que vamos jogar contra uma grande equipa. Se estivermos unidos, tanto na defesa como no ataque, podemos fazer alguma coisa. Temos de estar concentrados e unidos, caso contrário não conseguiremos fazer nada. Temos jogadores que podem fazer coisas boas com a bola", afirmou.

Stale Solbakken fez ainda comparações entre o FC Porto e o Leicester, campeão inglês, que também está integrado no grupo G da prova.

"São duas equipas fortes, mas a diferença entre o FC Porto e o Leicester é a experiência que o FC Porto tem nesta competição. Isso pode ser decisivo", finalizou.

O encontro entre o FC Porto e o Copenhaga está marcado para as 19:45 de quarta-feira e será arbitrado pelo esloveno Matej Jug.

Lusa

  • Milhares protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente
    1:55

    Mundo

    Milhares de pessoas voltaram a protestar contra Donald Trump, nos Estados Unidos da América. As marchas em várias cidades aconteceram no feriado que assinala o Dia do Presidente. Os manifestantes exigiram a destituição do chefe de Estado.

  • O mistério da morte do meio irmão de Kim Jong-un
    2:32
  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Homens e mulheres nas tarefas domésticas
    2:09

    País

    Nas gerações mais novas, já há sinais de mudança na divisão e partilha de tarefas em casa. No entanto, entre os mais velhos, as tarefas de casa são quase sempre obrigação da mulher. A igualdade entre homens e mulheres é ainda miragem dentro de casa e em termos de salários.