sicnot

Perfil

Desporto

Atlético de Madrid vai recorrer da sanção da FIFA

O Atlético de Madrid vai recorrer ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) da proibição de não poder inscrever jogadores, prescindindo da suspensão cautelar, visto que já regularizou a situação dos futebolistas menores.

O Atlético e o Real Madrid foram sancionados pela Comissão Disciplinar da FIFA, não podendo celebrar novos contratos nos próximos dois períodos de transferências, por terem cometido irregularidades na contratação de futebolistas menores de 18 anos.

Já esta sexta-feira, o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) concedeu ao Real Madrid a medida cautelar solicitada pelo clube espanhol na sequência da sanção imposta pela FIFA, que impede a contratação de novos jogadores até janeiro de 2018.

Os colchoneros, que têm duas semanas para apresentar recurso, garantem que "100 por cento das licenças" dos jogadores em causa foram "regularizadas pela própria FIFA" para poderem competir nas respetivas categorias.

A sanção aos dois clubes da capital espanhola é idêntica à que foi aplicada ao FC Barcelona e que impediu o clube catalão, que chegou a contratar Aleix Vidal e Arda Turan, que só seriam inscritos em janeiro de 2016, de inscrever atletas em dois períodos de transferências.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.