sicnot

Perfil

Desporto

UEFA compara Champions a "clube fechado" e promete mexer na prova

© Reuters Staff / Reuters

O recém-eleito presidente da UEFA, o esloveno Aleksander Ceferin, disse esta sexta-feira temer que a Liga dos Campeões de futebol se esteja a transformar num "clube fechado" e elegeu como prioridade rever o atual sistema competitivo.

"A Liga dos Campeões não pode continuar nesta direção, pois isso irá levar à formação de um clube fechado", considerou Aleksander Ceferin, acrescentando que o atual modelo competitivo da Liga dos Campeões privilegia os principais campeonatos.

Aleksander Ceferin, que falava na primeira conferência de imprensa promovida na Eslovénia desde que foi eleito na quarta-feira presidente da UEFA, em Atenas, adiantou que pretende reunir com os presidentes dos principais clubes europeus para saber o que fazer.

O dirigente reconheceu que será muito difícil reduzir as diferenças entre os clubes mais e menos ricos, mas sublinhou a necessidade de alterar o atual sistema, que permite aos mais poderosos disputar uma prova fechada e evitar assim a dispersão e a repartição das receitas.

"O principal problema relativamente à Liga dos Campeões é que ninguém foi informado das alterações ao sistema competitivo e só soubemos disso já no final", considerou Ceferin, que sucede ao francês Michel Platini na presidência da UEFA.

Uma das alterações recentemente introduzidas pela UEFA, para o período de 2018-2021, prevê que os quatro principais campeonatos - Espanha, Inglaterra, Alemanha e Itália - beneficiem automaticamente de quatro lugares na Liga dos Campeões.

"Uma das primeiras tarefas que irei realizar na UEFA é a de examinar pormenorizadamente o atual sistema competitivo da prova e reunir com os presidentes dos principais clubes e decidir o que fazer no futuro", adiantou Ceferin.

Alguns representantes de federações europeias manifestaram já ao novo presidente da UEFA a necessidade de rever o quadro competitivo da Liga dos Campeões.

Lusa

  • Taxa de desemprego abaixo dos 10%

    Economia

    A taxa de desemprego em fevereiro ficou afinal nos 9,9%. O Instituto Nacional de Estatística reviu o indicador em baixa de 0,1 pontos percentuais, esta sexta-feira. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

  • Incêndio dominado em Gondomar
    4:25

    País

    Está dominado o incêndio que esta manhã obrigou à evacuação da Escola Secundária de São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. A repórter Susana Bastos esteve no local.

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    Luís Montenegro garante que nunca será candidato à presidência do PSD contra o Passos Coelho. Convidado da Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, o líder da bancada dos sociais-democratas acha mesmo que é um exagero dizer-se que Pedro Passos Coelho está politicamente morto.