sicnot

Perfil

Desporto

Jesus não muda e espera ser mais vezes expulso até final da época

O técnico do Sporting, Jorge Jesus, afirmou este sábado que não vai alterar o seu comportamento no banco de suplentes e, por isso, espera ser expulso mais vezes até final da temporada de futebol.

"Vão-me mandar mais vezes para a rua. Está dentro de mim ser assim. Não vou mudar", afirmou Jorge Jesus, que esta temporada já foi obrigado a abandonar o relvado frente ao FC Porto, para o campeonato, e Real Madrid, na Liga dos Campeões.

O treinador, de 62 anos, falava aos jornalistas no Estádio José Alvalade, na conferência de imprensa de antevisão do encontro de domingo com o Rio Ave, em Vila do Conde, da quinta jornada da I Liga portuguesa.

"Dificilmente vou mudar. Não sou eu que estou errado, o que está errado é a burocracia do futebol. Querem fazer do futebol um espetáculo como se estivéssemos na ópera ou a cantar o fado, em que temos estar calados. O futebol é paixão e os treinadores fazem parte do espetáculo, dentro de um limite claro", disse.

O Rio Ave-Sporting está agendado para as 20:15 e terá arbitragem de João Pinheiro, da Associação de Futebol de Braga.

Lusa

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42
  • E depois do Brexit?
    3:42
  • Britânicos a viver no Algarve falam em desilusão
    2:32

    Brexit

    Para muitos dos britânicos que vivem no Algarve, o Brexit é a confirmação de que o resultado surpreendente do referendo não tem retorno. Certificados de residência e até a dupla nacionalidade são questões que a partir de agora passam a estar em cima da mesa.