sicnot

Perfil

Desporto

Touré só volta a jogar no City depois de empresário pedir desculpa

© Reuters Staff / Reuters

O técnico do Manchester City, o espanhol Pep Guardiola, afirmou esta terça-feira que o futebolista costa-marfinense Yaya Touré não volta a atuar pelos citizens enquanto o seu empresário não pedir desculpa ao clube.

"Até que Dmitri Seluk tenha a coragem de falar comigo ou pedir desculpas públicas primeiro ao Manchester City, depois aos colegas de equipa de Touré e a mim, o jogador não voltará a entrar nas minhas opções. Não aceito que qualquer empresário faça declarações públicas só porque o seu jogador não joga", afirmou Pep Guardiola.

O treinador do Manchester City falava na conferência de imprensa de antevisão do duelo de quarta-feira com o Swansea City, da terceira eliminatória da Taça da Liga inglesa.

Em causa, estão as recentes declarações do empresário Dmitri Seluk, que se "atirou" a Guardiola por ter deixado Touré de fora dos jogadores inscritos na Liga dos Campeões.

No início de setembro, Seluk acusou o treinador espanhol de estar a "humilhar" o médio de 33 anos, que termina contrato com o Manchester City no final da temporada. Mais recentemente, lembrou os problemas que Guardiola teve com o sueco Zlatan Ibrahimovic enquanto comandava o FC Barcelona.

"Quando pedir desculpa, Yaya Touré fará parte do plantel e terá possibilidade de jogar", acrescentou Guardiola.

Touré anunciou esta terça-feira que vai abandonar a seleção da Costa do Marfim, depois de 113 internacionalizações.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.