sicnot

Perfil

Desporto

Touré só volta a jogar no City depois de empresário pedir desculpa

© Reuters Staff / Reuters

O técnico do Manchester City, o espanhol Pep Guardiola, afirmou esta terça-feira que o futebolista costa-marfinense Yaya Touré não volta a atuar pelos citizens enquanto o seu empresário não pedir desculpa ao clube.

"Até que Dmitri Seluk tenha a coragem de falar comigo ou pedir desculpas públicas primeiro ao Manchester City, depois aos colegas de equipa de Touré e a mim, o jogador não voltará a entrar nas minhas opções. Não aceito que qualquer empresário faça declarações públicas só porque o seu jogador não joga", afirmou Pep Guardiola.

O treinador do Manchester City falava na conferência de imprensa de antevisão do duelo de quarta-feira com o Swansea City, da terceira eliminatória da Taça da Liga inglesa.

Em causa, estão as recentes declarações do empresário Dmitri Seluk, que se "atirou" a Guardiola por ter deixado Touré de fora dos jogadores inscritos na Liga dos Campeões.

No início de setembro, Seluk acusou o treinador espanhol de estar a "humilhar" o médio de 33 anos, que termina contrato com o Manchester City no final da temporada. Mais recentemente, lembrou os problemas que Guardiola teve com o sueco Zlatan Ibrahimovic enquanto comandava o FC Barcelona.

"Quando pedir desculpa, Yaya Touré fará parte do plantel e terá possibilidade de jogar", acrescentou Guardiola.

Touré anunciou esta terça-feira que vai abandonar a seleção da Costa do Marfim, depois de 113 internacionalizações.

Lusa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite