sicnot

Perfil

Desporto

Ex-namorado de Cordero provoca Cristiano Ronaldo nas redes sociais

O ex-namorado de Desiré Cordero utilizou o seu Instagram para provocar Cristiano Ronaldo. Vincenzo Rennella não parece ter gostado dos rumores da relação entre o capitão da seleção nacional e a modelo espanhola.

O jogador do Miami FC e Desiré Cordero terminaram a relação no verão.

No Instagram, Vincenzo Rennella publicou um vídeo em que simula o salto que Ronaldo costuma dar quando festeja um golo e na legenda escreveu: "estou em Miami, p...". Vários comentários foram deixados na publicação: uns com mensagens de apoio e outros com acusações de falta de respeito.

A imprensa espanhola avançou esta semana que Cristiano Ronaldo e a Miss Espanha de 2014 estariam numa relação. Contudo, nenhum dos dois confirmou ou desmentiu a notícia até ao momento.

  • Ronaldo tem nova namorada?
    1:31

    Desporto

    A vida pessoal de Cristiano Ronaldo voltou a disparar as vendas de revistas cor-de-rosa, em Espanha. Desta vez, com notícias sobre uma nova namorada. A imprensa espanhola diz que Desiré Cordero e o capitão da seleção nacional têm uma relação. Desiré nasceu em Sevilha, é modelo e foi Miss Espanha em 2014.

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.