sicnot

Perfil

Desporto

Maxi Pereira prossegue treino integrado condicionado no FC Porto

O defesa Maxi Pereira voltou esta quinta-feira a fazer treino integrado condicionado, continuando fora das opções do FC Porto, que na sexta-feira recebe o Boavista em jogo da sexta jornada da I Liga de futebol.

O lateral-direito uruguaio teve de ser operado à perna direita (ferida corto-contusa profunda com luxação do tendão tibial posterior) na sequência de entrada dura de um adversário da Roma, em desafio de acesso à Liga dos Campeões, que os portistas conseguiram ultrapassar.

O jovem defesa Chidozie, chamado para a receção do FC Porto B ao Sporting da Covilhã (1-1), na quarta-feira, teve direito a folga.

O FC Porto volta a treinar na sexta-feira, às 11:00, no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival, à porta fechada, oito horas antes de receber o Boavista no Estádio do Dragão.

Os portistas são terceiros classificados, com os mesmos 10 pontos de Sporting de Braga e Rio Ave, a dois do Sporting e três do líder Benfica, enquanto o Boavista partilha o 11.º lugar com o Paços de Ferreira, com cinco pontos.

Lusa

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.