sicnot

Perfil

Desporto

Bolt recusa futebol americano, mas pisca olho ao Manchester United

​O 'homem mais rápido do mundo', o jamaicano Usain Bolt, revelou hoje que jamais experimentará o futebol americano, assumindo que prescinde de "desportos de contacto".

"Há alguns anos que vejo os jogos da NFL (Liga Profissional de Futebol Norte-Americano), mas não fui verdadeiramente feito para desportos de contacto", justificou o triplo campeão olímpico e recordista mundial dos 100 (9,58) e 200 (19,19) metros.

As equipas da NFL interessadas na sua velocidade podem guardar o dinheiro, pois os planos do atleta de 30 anos não passam pela modalidade.

"Poderia apanhar as bolas lançadas de longe, mas continuaria a correr, se é que me entendem. Já vi no que podem resultar os choques", acrescentou, durante uma digressão pelos Estados Unidos.

O antigo treinador da NFL, Tony Dungy, disse que Usain Bolt tem tudo para ser um excelente jogador de futebol americano, especialmente na posição de recetor.

"Não sei se ele iria sobreviver, mas isso iria assustar muita gente. É tão explosivo e rápido, seria divertido vê-lo num campo de futebol", confessou o técnico, duas vezes vencedor do 'Super Bowl'.

Se ao futebol americano diz claramente que não, ao futebol popularizado em todo o m,undo seria diferente, pois assume que gostaria de fazer uma experiência no 'seu' Manchester United.

"Se me chamassem, iria logo, pois é algo que ainda quero fazer. Jogar futebol, principalmente no Manchester United", seu clube de eleição, orientado por José Mourinho.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.