sicnot

Perfil

Desporto

Falcao teve alta hospitalar após passar uma noite em observação

SEBASTIEN NOGIER

O colombiano Radamel Falcao deixou na quinta-feira o hospital em Monte Carlo onde tinha passado a noite anterior em observação, devido a uma concussão cerebral sofrida no jogo de quarta-feira, com o Nice, do campeonato francês de futebol.

Apesar de os exames médicos não terem revelado qualquer lesão grave, o protocolo médico determinou que o antigo avançado do FC Porto se mantivesse em observação, em consequência do choque violento com o guarda-redes do Nice, que venceu o encontro da sexta jornada da prova por 4-0.

O treinador do Mónaco, o português Leonardo Jardim, lamentou a lesão do colombiano, de 30 anos, resultando do que qualificou de "entrada própria de um jogo de râguebi", manifestando-se surpreendido por o árbitro ter assinalado falta contra a equipa monegasca.

Com Ricardo Pereira no 'onze' inicial, o Nice goleou o Mónaco, por 4-0, e isolou-se na liderança do campeonato, retirando o comando à equipa do principado, pela qual João Moutinho e Bernardo Silva alinharam de início.

Lusa

  • Mais de 2 mil bombeiros combatem as chamas esta manhã

    País

    Mais de 2 mil bombeiros combatem esta manhã os incêndios em Portugal continental. Os dois fogos de maiores dimensões lavram nos distritos de Santarém e Castelo Branco, de acordo com o site Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

    Em atualização

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.